Eu pensei muito antes de tomar essa decisão, mas é necessário. A última metade do ano vai ser MUITO corrida pra mim e de todas as coisas que eu tenho que fazer, você é a única da qual posso abrir mão. Não fica triste, é difícil para mim também. Eu planejo que possamos voltar no começo do ano que vem, mas isso vai depender da falta que você vai fazer na minha vida e eu na sua. Se até lá não houver nenhum sinal de saudade, fica sendo este o nosso adeus. Claro que ninguém aqui vai morrer e ainda vai estar por aí na vida e nas redes sociais. Mas por ora é isso. Até mais. Se cuida.

A Gente Precisa Dar um Tempo

E agora sério e com menos clima de “estamos terminando”: eu já tô ausente do blog há um tempo. Não deu para notar porque num dia de abril e noutro de maio eu sentei (colunistas idem) e deixei posts programados até o final do mês. Sim, tudo isso aí que você leu nos últimos meses (inclusive este post) tinha sido escrito em semanas bem distantes. Parece que a sua vida toda é uma mentira agora, né?

Voltando ao foco, quero me dedicar inteiramente aos meus projetos na segunda metade do ano, são outras coisas que em nada tem a ver o blog ou com essa parte da minha vida e por isso não vou interagir nas redes sociais do blog, a menos que aconteça alguma coisa extraordinária que eu precise comentar, e vou retirar em breve a área para novos comentários (porque eu não vou entrar aqui para aprovar mesmo, tô sendo realista). Eu não estou fazendo pouco caso da sua opinião, mas é que se eu vou me dedicar a outras coisas, então eu vou me dedicar a outras coisas. Não posso começar um novo capítulo se ainda estou lendo o anterior, sabe?

Se gostar muito de um post é só dar um curtir, tweetar, dar um +1. Talvez eu vá para um final de semana da bienal e você pode falar com a gente por aí. Se sentir falta do blog avisa porque isso vai ser fundamental na possível volta ano que vem. O que já foi postado vai ficar aí e não vou retirar o nenhum conteúdo do ar.

Por enquanto é isso, bom 2014 e nos vemos do outro lado (quê?).

PS: Favor não usar a primeira metade do texto para dar um tempo com respectivxs namoradxs.




Em:

Escrito por

  
2
comentários

Um belo dia andando pela livraria, eu e minha amiga nos deparamos com uma capa de livro muito engraçada. Paramos para folhear e já tivemos uma crise de riso. Sobre o livro? Só um dos mais sensacionais do mundo.

Hyperbole And A HalfHyperbole And A Half

Em Hyperbole and a Half: Situações lamentáveis, caos e outras coisas que me aconteceram vemos histórias do famigerado blog de Allie Brosh, Hyperbole and a Half - um dos blogs mais premiados dos Estados Unidos – que são sobre situações que Allie descreve como “histórias sobre coisas que aconteceram comigo” e “histórias que aconteceram com outras pessoas por minha causa”. O livro é divido em casos, tanto situações engraçadas como reflexões de Allie (que também são engraçadas).

Leia tudo »


Em:

Escrito por

  
3
comentários
    Livros da série:

  • O Duque e Eu
  • O Visconde Que Me Amava
  • Um Perfeito Cavalheiro
  • Os Segredos de Mr. Bridgerton (Título Provisório)
  • Para Sir Phillip, Com Amor (Título Provisório)
  • O Conde Enfeitiçado
  • Um Beijo Inesquecível (Título Provisório)
  • A Caminho Do Altar (Título Provisório)

“Mas nossa Mayra, você adora séries de famílias de oito irmãos!” Se eu gosto? Nem tanto, mas acho que é minha saga.  Eu não sei se eu gosto de perder meu tempo ou sei lá… Mas lá vamos nós de novo.

O Duque e Eu   Os Bridgertons 1O Duque e Eu   Os Bridgertons 1

Daphne Bridgerton é uma moça de 20 anos que já está na sua segunda temporada dentro da sociedade e ainda não conseguiu um marido. Fora cortejada poucas vezes, e isso frustra tanto a moça quanto a mãe dela. Porém quando um amigo de seu irmão mais velho, Simon Basset, volta de uma viagem pelo mundo, eles se encontram por acaso e criam certa afinidade. No entanto, um plano mal sucedido pode por tudo a perder.

Leia tudo »




Em:

Escrito por

  
0
comentário

- Existe um lugar onde o mundo da luz encontra o mundo das trevas. É lá que tudo acontece: na terra das sombras, onde tudo é rarefeito, confuso, incerto. Nós somos os guardiões colocados em defesa dessa fronteira. Mas, às vezes algo consegue passar… Meu dever é jogá-lo no escuro novamente.

O Tribunal das AlmasO Tribunal das Almas

Marcus sofre de amnésia e não se lembra de nada antes de acordar em uma quarto de hospital em Praga há um ano atrás. No entanto, algumas coisas são inerentes ao seu cérebro, como uma habilidade, algo em que ele é muito bom, encontrar “anomalias” em cenas de crime. Sandra Vega é um perita fotográfica da policia e convive diariamente com as consequências que o mal pode causar. Viúva há pouco tempo, ainda não conseguiu se desprender do marido e sai em busca de respostas para a morte dele. A partir das escolhas dessas duas pessoas o destino de tantas outras serão traçados.

Ao receber seu primeiro caso após o acidente que causou a amnésia, Marcus precisa encontrar uma estudante desaparecida em Roma, e ele precisará correr contra o tempo para salvar a vida da garota. O que ele não esperava era encontrar um jogo construído para ele jogar, em que o prêmio é a estudante e a sua falha em chegar ao final resultará na morte da menina.

Leia tudo »




Em:

Escrito por

  
0
comentário

Finalmente neste mês consegui reunir o que chegou para todas nós. Espero que goste ;*

Cibele

Novidades na Estante   64° Edição

COMPREI Timer – Contagem Regressiva para o Amor (DVD)
COMPREI Minha Alma Para Levar – Gritos da Alma 1, Rachel Vincent (Harlequin)
CORTESIA Austenlândia, Shannon Hale (Record)
CORTESIA Um Caso Perdido – Hopeless 1, Collen Hoover (Galera Record)
CORTESIA Quem Sabe um Dia, Lauren Grahan (Record)
CORTESIA O Feitiço AzulBloodlines 3, Richelle Mead (Seguinte)

Leia tudo »


Em:

Escrito por

  
0
comentário

Sempre faço a lista em ordem descrescente, mas hoje fiz em crescente porque sim. Pensei que seria mais difícil escolher cinco livros tão marcantes, mas nem foi. Coloquei no post a foto das capas das edições que li. Vem comigo e me diz nos comentários que livros mudaram sua vida.

Top 5   Livros que mudaram minha vida1- Para gostar de ler – Volume 1, Carlos Drummond de Andrade, Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos, Rubem Braga
Lido pela primeira vez em: algum ponto dos anos 90

Humor é o que não falta neste livro, que traz crônicas escritas por quem mais entende do assunto: Carlos Drummond de Andrade, Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos e Rubem Braga. É só ler estes textos para entender, afinal, o que é a crônica. Mas se precisar mesmo de uma definição, fique com esta: crônica é um texto tão gostoso de ler que dá até vontade de escrever.

Esse é o primeiro livro que me lembro de ter lido (excluindo os de contos de fada) e nunca vi título mais apropriado, afinal me fez gostar de ler. Eu não lembro absolutamente nada de nenhuma das histórias, mas sei que adorava uma delas e lia quase todo dia.

Leia tudo »




Em:

Escrito por